Destaques

Caixa de Ney Matogrosso será relançada

Lançada em 2008 pela gravadora Universal Music com edições em CD dos álbuns gravados por Ney Matogrosso de 1975 a 1991, a caixa "Camaleão" repôs em catálogo os seis álbuns feitos pelo cantor mato-grossense na extinta gravadora Continental e na WEA na primeira fase da discografia solo do artista.

Reeditados na caixa "Camaleão" a partir de cópias em vinil (nos casos dos três primeiros álbuns, lançados pela Continental), estes seis álbuns serão novamente encaixotados, com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2016 pela Warner Music (dona do acervo da Continental) - com edições em CD dos álbuns Água do céu pássaro (Continental, 1975), Bandido (Continental, 1976), Pecado(Continental, 1977), Feitiço (WEA, 1978), Seu tipo (WEA, 1979) e Sujeito estranho (WEA, 1980).

Sambas para a Mangueira!

Já disponível nas plataformas digitais e com edição física em CD duplo programada para chegar ao mercado fonográfico em dezembro, com distribuição da gravadora Biscoito Fino, o álbum "Sambas para a Mangueira"(a capa está aí) alinha 30 gravações inéditas de composições que exaltam a escola de samba carioca Estação Primeira de Mangueira.

O disco tem produção assinada por Rildo Hora e traz, entre o time de intérpretes convidados, bambas da Mangueira e de outras escolas, como Alcione, Ana Costa, Beth Carvalho, Dudu Nobre, Leci Brandão, Martinho da Vila, Moacyr Luiz, Monarco, Moyseis Marques, Nelson Sargento e Teresa Cristina, entre outros.

FONTE: BLOG NOTAS MUSICAIS

Está chegando a caixa do Arnaldo!

Os últimos anos têm sido generosos para os fãs dos Mutantes em termos de relançamentos. Além da caixa com todos os álbuns da formação clássica da banda em CD e vinil, Rita Lee está promovendo reedições de seus discos solo e, agora, Arnaldo Baptista também anuncia um pacote de relançamento.

A nova caixa traz cinco álbuns solo de Baptista: Loki? (1974), Singin’ Alone (1982), Elo Perdido(1988), Let It Bed (2004) e Faremos Uma Noitada Excelente (1988). Entre as novidades, está a inclusão de cinco faixas inéditas que não entraram na versão original de Elo Perdido (por isso, na caixa, o disco é chamado de Elo Perdido+).

"Arnaldo Baptista – Edição Limitada" já está em pré-venda nas maiores livrarias do país e terá lançamento oficial no próximo dia 30 de novembro.

A foto que estampa o pacote (acima), foi tirada em 1978, pela fotógrafa Grace Lagôa.

FONTE: ROLLING STONE

Bruce Dickinson vai lançar autobiografia

O vocalista do Iron Maiden, BRUCE DICKINSON, resumirá seus 57 anos de vida e os mais de 30 anos de carreira musical em uma autobiografia. A ideia é que o material seja publicado no final de 2017, em capa dura, versão digital e em áudio.

Ele e o Iron Maiden iniciarão a partir de fevereiro de 2016, nos Estados Unidos, uma série de shows com o recente disco The Book of Souls. Em março, eles farão cinco apresentações no Brasil (São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Fortaleza e Brasília).

FONTE: ROLLING STONE

Cage The Elephant libera single do novo disco

O CAGE THE ELEPHANT divulgou nesta quinta-feira, 29, o primeiro single do próximo álbum da banda. “Mess Around” é também a primeira faixa do grupo norte-americano a ser produzida pelo guitarrista do Black Keys Dan Auerbach, que comandou todo o novo disco do Cage the Elephant.

Confira no link o vídeo do primeiro single!

FONTE: ROLLING STONE

História dos mineiros mexicanos chega ao cinema

Em 2010, o mundo parou para acompanhar a tragédia dos 33 mineiros chilenos que ficaram quatro meses soterrados 700 metros abaixo da terra quando a mina de cobre onde eles trabalhavam na região de Copiapó, perto Deserto do Atacama, no Chile, desabou no dia 5 de agosto daquele ano. Ninguém acreditava que eles pudessem estar vivos, mas desafiando todos os prognósticos contrários, foi exatamente isso o que aconteceu.

O filme "Os 33", que chega aos cinemas brasileiros nesse final de outubro, conta de forma competente e didática todo o que aconteceu. O longa é dirigido pela mexicana Patricia Riggen (Sob a mesma Lua) e tem no elenco Antonio Banderas e o brasileiro Rodrigo Santoro. 

FONTE: ROLLING STONE

Artes Visuais da UPF faz intervenção nos tapumes da Gare

Cores e formas desenhadas em tapumes aguçam a imaginação de quem passa pelo Parque da Gare. Enquanto o espaço é revitalizado, uma ação do Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (Pibid) de Artes Visuais da Universidade de Passo Fundo (UPF) transforma o cercamento em um espaço de reflexão.

Desde a última sexta (23), acadêmicos pibidianos do curso de Artes Visuais têm marcado os tapumes com manifestações artísticas. Em alguns espaços, árvores de diferentes espécies foram gravadas, simbolizando a natureza que se faz presente no local. Em outros, diferentes manifestações perpassam o sentimento de pertencimento da comunidade com o Parque da Gare.

*a foto é de Gê Casagrande, da AGECOM UPF